You are currently browsing the monthly archive for maio 2009.

Cá estou eu de novo… Saudades de escrever por aqui. Tem sobrado quase nenhum tempo e/ou energia para compartilhar das delícias da vida gastronômica aqui no blog. Felizmente hoje estou conseguindo.

Geralmente já tenho muitos assuntos para falar e não consigo explorar todos. Fincando algum tempo sem escrever, a ansiedade para escrever sobre várias coisas é grande!

Mas queria falar do Rio Restaurant Week que acabou no último domingo. Infelizmente pouco pude aproveitar do evento. Fiquei uma semana inteira viajando e minha logística aqui no Rio é complicada, conciliar os horários do evento nos restaurantes (alguns só serviam almoço ou jantar) com a minha disponibilidade é bem difícil. Além do mais, tenho duas filhas pequenas que ainda vão demorar um pouco para gostar de ficar sentadinhas quietinhas em uma mesa de restaurante sem achar que talhes e copos são brinquedos e que os demais comensais presentes estão com paciência de ouvi-las gritar e chorar (sim, ela gritam, choram, dependendo do que ocorre, da vontade delas que não é atendida…).

Primeiramente, queria fazer uma analise um pouco mais profunda dos restaurantes participantes. Achei a adesão ao evento muito pequena. Pouquíssimas das boas casas da cidade participaram. Poucos cardápios chamavam a atenção.

Com certeza a explicação que as casas devem dar é a de que não é possível oferecer os 3 pratos pelos preços praticados pelo R.W. Seus custos são altos, seus ingredientes são de altíssima qualidade e etc.

Mas não é importante um evento que divulga as casas, democratiza a boa gastronomia e ainda ajuda o social? Será que não valeria um esforço (não estou falando em prejuízo) para viabilizar a participação? Não é o R.W. uma ótima oportunidade de apresentar a casa, ganhar fãs que vão querer voltar dispostos a pagar os preços normais? Em tempos de crise, onde se discute, entre outras coisas, sobre os preços cobrados pelos restaurantes (custo X benefício), da valorização da cozinha de bistrô, não valeria a pena participar?

Mais ainda, o que eu acho principal nessa discussão e que ficou atormentando a minha cabeça nesses dias: o que é a alta gastronomia, o que compreende uma cozinha de alta qualidade? Está mais relacionada com os produtos utilizados ou com a técnica? Não é possível fazer alta gastronomia, (um prato criativo, saboroso, bem apresentado e preparado com técnica), utilizando-se de produtos simples, do nosso dia-a-dia?

Bem, minha experiência com o evento acho que provou que é sim possível participar do evento com grande estilo. Fui ao Sawasdee e gostei muito.

A verdade é que o R.W. estava acabando e percebi que iria acabar não aproveitando nada. Então, após alguma analise das possibilidades, resolvi ir com a família ao Shopping Fashion Mall e ver se conseguiria almoçar com as crianças no Sawasdee Bistrô.

Chegando ao restaurante, dei uma “sentida” no ambiente para verificar se seria viável almoçar ali com a “galera” toda. Encorajado pelos funcionários da casa, me sentei em uma das mesas externas ao salão principal (no corredor do shopping) onde minhas filhas teriam espaço para brincar. Mesmo sabendo que não era tão simples assim, resolvi arriscar.

Digamos que não foi fácil e que houve momentos de dificuldade de domar as “pestinhas”. Não conseguimos dispor da tranqüilidade que aquela refeição merecia. Mesmo assim, posso dizer que a comida estava excelente. Pratos “simples”, sem produtos ou ingredientes muito incomuns (mesmo para uma cozinha Tailandesa), mas tudo perfeitamente preparado, cheios de sabor.

O Sawasdee está mais que recomendado para qualquer um que aprecie os sabores exóticos de origem (ou inspiração) asiática.

DSC00009

Caldinho: leite de coco, gengibre e cebolinha.


DSC00008

Salada de folhas verdes com molho thai.


DSC00005

Massa de arroz com legumes variados e tiras de filé mignon.


DSC00006

Arroz jasmin salteado com mix de vegetais, alho, coentro e limão.


DSC00003

Sorvete de coco na casquinha de especiarias, calda de chocolate e coco torrado.


Quero destacar também o atendimento que me foi prestado. O melhor que tive no Rio de Janeiro até agora. Cortez, educado, eficiente. Mais que excelente!

P.S.1: Minhas amadas filhas não são capetinhas mal-educadas, apenas crianças que pela pouquíssima idade (3 e 1 anos) ainda preferem brincar a ficar sentadas em uma mesa… Sem babá e sem familiares na cidade, eu e minha esposa ainda ficamos limitados quanto aos lugares que podemos ir na cidade. Aliás, este um bom assunto para um próximo post!

P.S.2: Peguei também um almoço do R.W. no Applebees. Mas esse ai é fast-food, fui porque já estava ali no Barra Shopping. Sem destaque que mereça ser comentado, a não ser que teria achado extremamente caro se eu tivesse pago o preço normal dos pratos que comi lá…

Sawasdee Bistrô
Estrada da Gávea, 899, Lj 101A (Fashion MAll)- São Conrado
Telefone: (21) 3322-2150
Anúncios

Na semana passada passei rapidamente pela simpática cidade de Aracaju, no Sergipe, a trabalho. Apesar do tempo restrito, pude conferir alguma coisa da gastronomia local.

Passando em frente ao Cariri, resolvi provar do famoso caranguejo local. Tive uma desastrosa experiência lidando com o exoesqueleto de dois caranguejos feiosos, magrelos e nada apetitosos. Não gosto nem de lembrar…

IMG018

O martelo e os destroços do caranguejo…

IMG020

É muito belo o teto do Cariri. Trabalho com tecidos estampados, um charme!

Tive uma muito melhor experiência no almoço. Comi um prato a base de camarões bem agradável no República dos Camarões. Prato com camarões tenros, molho a base de vinho branco e acompanhamento de arroz branco e purê de batatas. Acrescido de uma latinha de refrigerante, minha conta ficou em R$ 24,00.

Mas essas duas refeições não foram programadas e ocorreram por oportunidade. Programei mesmo uma visita ao O Miguel, restaurante já há muitos anos com uma estrela do Guia 4 Rodas. Objetivo: a carne de sol (R$ 24,00 meia porção), recomendada pelo Guia que, em nota, afirma nem ser necessário consultar o cardápio.

Mito ou realidade?

Mito. Bem, o que ocorreu foi que comi uma boa carne, servida em ótimo ponto. Só que os acompanhamentos eram muito fraquinhos. Tirando, talvez, o pirão de leite, que estava gostosinho, o resto não estava à altura da carne (arroz, vinagrete e farofa). Então me pergunto: se este é o principal prato da casa, entendo que muito desta “estrela” que o Guia lhes confere se deve a ele. Mas, uma boa carne de sol, com acompanhamentos fraquinhos, é o que basta para ter uma estrela do Guia? Já comi tantas coisas melhores em restaurantes sem estrela nenhuma…

IMG021

Observação: Fui no jantar. Eram umas 20:30 h. Somente uma mesa era ocupada. Apenas um cliente. Eu! Assim, não dá para avaliar o atendimento, que foi super personalizado!

O Miguel

Av. Antônio Alves, 340, Atalaia Velha

Fone: (79)3243-1444

Cariri

Av. Santos Dumont, S/N – Orla da Atalaia

Tel.:(79) 3243-1379

República dos Camarões

Av. Santos Dumont, S/N – Orla da Atalaia

Tel: (79) 3243-2989

banner_rio-09

Começa na próxima segunda-feira o Rio Restaurant Week. Para quem não sabe como funciona, uma série de restaurantes oferecem durante o período do evento entrada, prato principal e sobremesa por preço especial único. Os três “courses” custarão R$ 25,00 no almoço e R$ 39,00 no jantar.

O evento ocorrerá do dia 11 ao dia 24 de maio, com a participação de mais de 50 restaurantes da cidade. Infelizmente os mais “badalados” restaurantes da cidade não aderiram ao Restaurant Week. Cada um faz ai sua análise sobre o motivo disso. Acho que a edição de São Paulo, ocorrida em março, teve melhor adesão. Mas, de qualquer forma, há sim restaurantes e cardápios interessantes que merecem ser conferidos.

A lista dos restaurantes participantes  e os cardápios que serão servidos você encontra no web site do Restaurant Week.

Eu tentarei, na medida do possível, aproveitar ao máximo do evento. Se eu fosse você, faria o mesmo!

Depois conto aqui como foi o RRW para mim. Até mais!

Twitter

+ blogs